Página inicial > BRASIL > Pataxós, Tupinambás e Pataxós Hã Hã Hãe vão à Brasília defender seus (...)

Pataxós, Tupinambás e Pataxós Hã Hã Hãe vão à Brasília defender seus direitos

sábado 23 de março de 2019, por Mil Baianas, Tatiana Scalco - Ciranda Bahia,

Caciques, Lideranças e Anciãos indígenas do Extremo Sul da Bahia lutam em Brasília pela garantia de direitos e demarcação de seus territórios ancestrais

Foto: enviada pelo MUPOIBA

Pelo décimo ano, comitiva com caciques, lideranças e anciãos indígenas do Extremo Sul da Bahia vai a Brasília. Na semana de 25 a 29 de março de 2019 mais de 100 indígenas Pataxós, Tupinambás e Pataxós Hã Hã Hãe do Extremo Sul baiano estarão mobilizados na Capital Federal. O objetivo é conversar com órgãos do Executivo, Legislativo e Ministério Público Federal.

Os indígenas pedem providências voltadas à garantia dos seus direitos indígenas, demarcação e regularização fundiária, melhoria da saúde indígena, educação superior, combate a violação de direitos e criminalização de lideranças indígena, na Bahia e no Brasil. Agendas junto ao Subprocurador Geral da República Dr Antônio Bigonha, ao Coordenador de Assuntos Indígenas da 6ª Câmara Federal da PGR, a Embaixadas e outros órgãos já estão confirmadas.

"esperamos destravar os processos de demarcatórios das terras indígenas da Bahia"

Kahu Pataxó

A Federação Indígena das Nações Pataxó e Tupinambá do Extremo Sul da Bahia (FINPAT) organiza a comitiva, com apoio do Movimento Unido dos Povos e Organizações Indígenas da Bahia (MUPOIBA). Segundo Kahu Pataxó (coordenador do MUPOIBA) espera-se “destravar os processos de demarcatórios das terras indígenas da Bahia, e que o governo federal volte atrás nas mediadas tomadas no início do ano em que tirou as atribuições da Funai e transferiu as questões indígenas para o Ministério da Família”.

O Cacique Aruã (presidente da FINPAT) destaca que desde 2009 são realizadas comitivas à Brasília. São 10 anos de luta pelos direitos dos indígenas do sul da Bahia. Ele ressalta importância de “Dialogar sempre....enfrentar se necessário...nenhum direito a menos!”

"Dialogar sempre....enfrentar se necessário...nenhum direito a menos!”

Cacique Aruã