Página inicial > BRASIL > O outro como pessoa

O outro como pessoa

sexta-feira 6 de maio de 2011, por Elenara Iabel ,

Data Histórica : 5 do 5 do 2011

União civil HomoAfetiva Aprovada: Estado laico 11 X 0 Idade Média

Disse Willian James:

O que é então, o seu próximo? É também um conjunto de estados de experiências, pensamentos e desejos, tão real como você.

E Josiah Royce acrescenta:

Essa visão mais penetrante que leva à intimidade daquilo de que até então nos havíamos dado conta de maneira externa e morta, muitas vezes torna-se acessível a uma pessoa de maneira súbita. E quando tal se dá, marca época em sua vida.

Eles estão falando de um fenômeno que os filósofos chamam de penetração moral. Sem penetração moral não existe amor. Sem penetração moral não existe respeito pelo outro.

E ambos colocam ênfase na necessidade e possibilidade de visão penetrante, que supere a cegueira que temos em relação ao seres humanos e nos capacite a notar a existência dos outros. os outros existem, são os outros, tem uma intimidade, são pessoas.

Leia a Íntegra do voto do ministro Ayres Britto sobre união homoafetiva