Página inicial > BRASIL > Ciranda Afro > Hip Hop queniano perde uma de suas maiores ativistas

Hip Hop queniano perde uma de suas maiores ativistas

quarta-feira 25 de fevereiro de 2009, por Panikinho,

Em 28 janeiro ouvia-se falar sobre o desaparecimento de Angel Wainaina, uma jovem apresentadora da "Guetto Radio" localizada em Nairóbi, no Quênia, a mesma que teve como inspiração a Rádio Favela, de Minas Gerais, contava com uma equipe de jovens homens e mulheres talentosos, com uma forte ligação com o Hip Hop e, acima de tudo, ativistas pelas causas sociais e humanas.

Angel, que tinha apenas 25 anos, se encontrava dentro de um supermercado de Nairóbi quando teve início um incêndio e a gerência do supermercado, leviana ou criminosamente, entendeu que deveria trancar as portas da loja para evitar possíveis saques. Essa atitude criminosa a matou juntamente com mais 40 pessoas, a notícia chocou o país.

Tive a oportunidade de conhecê-la pessoalmente quando estive no Fórum Social Mundial, sediado em Nairóbi, em janeiro de 2007, juntamente com os Hip Hoppers do Ukoo Flani Mau Mau, Buddha Blaze que organiza o Hip Hop Wapi, que é um dos maiores eventos de expressão do gênero em solo africano, onde Angel era colaboradora.

Segundo Blaze, o que há de mais triste nisso é que Angel tinha apenas começado a viagem para uma grande carreira, pois além de apresentadora da Rádio, idealizada e criada por eles, ser uma Mc de muito talento expressivo, ativista do Hip Hop e de discussões ligadas às questões do direitos das mulheres, era também atriz e estreava em um popular programa de TV chamado "Esquadrão Cobra", onde representava o papel de uma sargento durona do exército queniano, a quem fazia duras críticas em suas composições. Também contribuía muito na produção musical de grupos underground dos guetos quenianos como por exemplo Big Kev, Kenyanna, Goreala, Die Hard, que se destacaram juntamente com o impulso respeitável de sua carreira.

No ano passado, ela estava trabalhando em um álbum juntamente com outros rappers subterrâneos de diferentes guetos quenianos, intitulada "Revolução Pacífica", abordando a recente situação caótica no Quênia devido atitude de políticos que exploram a juventude. Toda sua luta em tão pouco tempo, a levou adquirir muito respeito e admiração de outros ativistas para além das fronteiras de seu país. Em julho de 2008, Angel esteve na Ilha de Gorée (Senegal), para um curso voltado a direitos humanos e questões de gênero onde conheceu as brasileiras Liliane Braga, Mafoane Odara e Priscilla Ferreira, ativistas ligadas aos movimentos negro e de mulheres negras.

Angel foi enterrada no dia 23 de fevereiro de 2009, e está sendo justamente homenageada com a criação de uma organização dedicada a promover direitos humanos e o respeito à vida batizada com o nome de "Angel Trust" (algo como "a crença da Angel" ou "em que Angel acredita"). Não há dúvidas de que sua luta fará muita falta. Que sua alma descanse em paz.

Para maiores informações, escreva (em inglês) para o Omar Jabbar, da Ghetto Radio (info@ghettoradio.nl). Link para o site da organização: http://angeltrust.org/. Página da radio: http://www.ghettoradio.nlválida

http://www.youtube.com/watch?v=wL52zaqhtdI

http://www.youtube.com/watch?v=Flmp25lBCuI&feature=related


Ver online : More coming soon. We’ll keep you posted