Página inicial > Ciranda Mundi > Um projeto popular para o Brasil

Um projeto popular para o Brasil

domingo 9 de novembro de 2003, por Soraya Misleh,

A força da ! massa para mudar o Brasil foi afirmada pelo cientista político César Benjamin, um dos coordenadores do movimento Consulta Popular, na conferência "Superação do neoliberalismo por meio de projetos democráticos, populares, não-sexistas e anti-racistas de desenvolvimento sustentável", realizada no sábado (dia 8), pela manhã, e que além de Benjamin contou com a presença de Nalu Faria da Marcha Mundial das Mulheres, do cientista político e professor de filosofia da UNICAMP João Quartim de Moraes e da militante do Movimento Negro Jurema Werneck.

Segundo César Benjamin, é imprescindível um projeto popular para o Brasil sair da enorme crise que atinge a América Latina.

Para ele, embora a situação vivida pelo país seja imensamente grave, igualmente gigantesco é seu potencial de superação. O cientista político considera crucial para reverter o cenário atual, conseqüência do experimento neoliberal, livrar-se da dependência de agentes financeiros internacionais "sem nenhum! compromisso com o nosso futuro". "O povo brasileiro pode dispensar o capital externo especulativo vagabundo que não serve para plantar um pé de alface, mas fascina as nossas elites. Para entregar o comando nacional ao povo, é preciso alterar a estrutura de poder, transferindo à sociedade os recursos e instituições hoje subordinados a pequenos grupos e seus interesses."

Aclamado por diversas vezes no decorrer de sua intervenção, Benjamin propôs a democratização dos meios de comunicação, da cultura e da riqueza - com o Estado nacional assumindo o controle do sistema financeiro -, bem como da propriedade da terra, para torná-la fonte de emprego e renda. De acordo com ele, menos de 1% dos latifundiários controlam 44% da terra ’agricultada’ no Brasil. Essa alta concentração resulta no baixo uso efetivo da ocupação da lavoura.

"A esquerda brasileira precisa se reorganizar para colocar na agenda nacional, no mínimo, esses quatro projetos de longo alcance. A idéia de ! que se possa mudar o Brasil em aliança com o atual sistema de poder é uma evidente contradição, que conduzirá a um terrível fracasso. É o que estamos assistindo hoje."

Veja também:
- ESPECIAL FÓRUM SOCIAL BRASILEIRO - TERCEIRO DIA
- ENTREVISTA. Nalú Faria (Organização Feminista "Sempre Viva" e Marcha Mundial das Mulheres)
- O Brasil racista e Lula
- A segunda conferência do sábado discute um projeto social para o Brasil
- ENTREVISTA. Alessandro Gama (Movimento Nacional dos Meninos e Meninas de Rua)
- ENTREVISTA. Ali Nakhlawi (União da Juventude Árabe para a América Latina). "Israel impede que os jornalistas acessem aos lugares onde ele comete seus crimes"