Página inicial > BRASIL > Ciranda Afro > Câmara debate violência do Estado contra jovens pobres e negros

Câmara debate violência do Estado contra jovens pobres e negros

terça-feira 5 de junho de 2018, por Afrolab,

Atividade nesta terça (5) aborda genocídio da população negra, com documentários e depoimentos de mães das vítimas

A Comissão de Legislação Participativa promove audiência pública nesta terça-feira (5) para discutir a violência do Estado contra jovens pobres e negros, à luz do documentário Nossos Mortos têm Voz, que traz o depoimento de mães e familiares de vítimas da violência do Estado na Baixada Fluminense (RJ).

“O filme busca traduzir para a linguagem cinematográfica os gritos que expressam a luta por memória, verdade e justiça; aborda as histórias atravessadas por perdas, memórias em torno das vidas interrompidas, trazendo uma visão crítica sobre a atuação das polícias na Baixada Fluminense”, explica a deputada Luiza Erundina, que propôs a audiência.

“A realidade da Baixada nos impõe um olhar mais apurado sobre a dinâmica do crime organizado. Fica evidente, por exemplo, que o crime está articulado com as instâncias do poder público, e essa sofisticação criminosa tem levado a graves violações de direitos por parte do Estado com roupagens específicas que precisam ser conhecidos pela sociedade”, destacou Erundina.

Foram convidados para o debate os representantes da Rede de Mães e Familiares Vítimas da Violência do Estado na Baixada Fluminense Luciene Silva; do Fórum Grita Baixada Adriano Araújo; da produtora Quiprocó Filmes Fernando Sousa; do Centro de Direitos Humanos de Nova Iguaçu Sônia Martins; e da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro José Claudio Sousa Alves.

Participação popular
A audiência será realizada às 14h30, em local a ser definido. Os interessados poderão participar enviando perguntas, críticas e sugestões para o portal e-Democracia, no banner abaixo.


Ver online : Agência Câmara de Notícias