Página inicial > BRASIL > O habeas corpus de Cecília

O habeas corpus de Cecília

quarta-feira 5 de abril de 2017, por Ciranda.net,

Chimpanzé maltratada é libertada de zoológico por habeas corpus e chega ao Brasil. O animal vivia em péssimas condições em zoológico de Mendoza, na Argentina.

A primeira chimpanzé do mundo a ser transferida de um zoológico para um santuário por meio de decisão judicial, chegou nesta quarta-feira (05/04) ao Brasil. Cecília é uma primata de 19 anos que vivia no Zoológico de Mendonza, na Argentina. Para a felicidade da chimpanzé e para o avanço da justiça, ela foi retirada de um local de abuso e exploração de animais que visa somente o lucro, e será levada para o Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba, em São Paulo.

O habeas corpus foi adquirido graças a Organização Não-Governamental (ONG) argentina Associação de Funcionários e Advogados pelos Direitos dos Animais (Afada), que alegou que as condições em cativeiro eram inadequadas. Segundo a entidade, esse é um instrumento jurídico, até então, usado somente para seres humanos, o que demonstra a vitória conquistada.

De acordo com a organização, Cecília foi a única chimpanzé que sobreviveu nas condições impostas pelo zoológico argentino. Depois que seus dois companheiros morreram, ela entrou em depressão. Mas, agora, no santuário de Sorocaba, uma nova vida aguarda Cecília. Assim que ela chegar, vai passar por um período de quarentena e depois vai ser introduzida em um grupo de mais de 50 macacos de sua espécie, que já vivem no local.

Petição digital pede a "Proibição dos Zoológicos no Brasil"

O Santuário de Sorocaba existe há 17 anos. Ele faz parte do Projeto Grandes Primatas (GAP) no Brasil, que possui o objetivo internacional de defender o direito dos grandes primatas de viverem em liberdade em seu habitat. Além dos mais de 50 chimpanzés, o local abriga outros 250 animais, como felinos, ursos e aves.

Por Lorenzo Junqueira, New Pangea

Petição digital pede a "Proibição dos Zoológicos no Brasil"


Ver online : New Pangea