Página inicial > BRASIL > Mulheres contra a reforma da Previdência convocam mobilizações de (...)

Mulheres contra a reforma da Previdência convocam mobilizações de março

quinta-feira 9 de fevereiro de 2017, por Ciranda.net,

“Nunca se esqueça que basta uma crise política, econômica ou religiosa para que os direitos das mulheres sejam questionados. Esses direitos não são permanentes. Você terá que manter-se vigilante durante toda a sua vida” Simone de Beauvoir

O manifesto dos movimentos, organizações e núcleos das mulheres nas entidades que lutam contra a Reforma da Previdência começa com a citação à feminista francesa, Simone de Beauvoir, que influenciou e encorajou as lutas das mulheres em todo mundo.

As signatárias denunciam aprofundamento do golpe parlamentar, midiático e jurídico que rompeu com a democracia em 2016 e semeou ódio às mulheres e população LGBT e reforçou o racismo. A Reforma da Previdência promovida pelo governo ilegítimo impacta toda a população trabalhadora, ao aumentar idade e tempo de contribuição, mas atinge principalmente as mulheres.

O manifesto alerta que, ao igualar a idade entre homens e mulheres para obtenção do benefício, a proposta de reforma desconsidera a tripla jornada de trabalho das mulheres, que garantem a realização do trabalho doméstico e de cuidados, além da reprodução da força de trabalho. No caso das trabalhadoras rurais, que até agora se aposentavam aos 55 anos, terão de trabalhar no mínimo 10 anos mais para deixar a enxada. É uma sobrevida que as condições do campo não favorece para a maioria. Além disso, desvincular benefícios e pensões do salário mínimo agrava a insegurança das famílias em casos de doença ou morte.

O manifesto convoca mobilizações, atos, atividades de formação e conscientização sobre os efeitos da PEC 287?2016, ocupação de espaços nas mídias e redes sociais, Confira:

PDF - 767 KB