Página inicial > Ciranda Mundi > Maratona midiática protesta contra muro de Israel

Maratona midiática protesta contra muro de Israel

sábado 13 de novembro de 2010, por Lúcia Rodrigues,

Objetivo é denunciar muro com 700 quilômetros de extensão construído por Israel para isolar cidades palestinas da Cisjordânia, no Oriente Médio.

Uma maratona midiática de 48 horas acontece de sexta, 12, até sábado, 13, com o objetivo de denunciar o muro que está sendo construído por Israel na Cisjordânia, no Oriente Médio.

A campanha, inédita, envolve mídias alternativas de países dos vários continentes e faz parte dos protestos organizados pela entidade palestina Stop the Wall, Pare o Muro, em tradução literal. O objetivo da maratona é denunciar o ataque do Estado de Israel contra a população palestina.

O muro do apartheid ou muro da vergonha, como é conhecida a muralha, está em construção desde 2002 e atualmente tem 700 quilômetros de extensão em concreto e arame farpado. Com nove metros de altura, corta cidades palestinas da Cisjordânia ao meio e isola a população.

Sua extensão e altura são infinitamente superiores ao muro de Berlim, que caiu em 9 de novembro de 1989. O muro alemão possuía aproximadamente 155 quilômetros por três metros de altura.

“Esse muro que cerca a Cisjordânia dividiu plantações e casas ao meio. Uma moradia teve, inclusive, as janelas bloqueadas”, denuncia Soraya Misleh, diretora do ICArabe (Instituto da Cultura Árabe) e do Movimento Palestina para Todos.

A maratona midiática também pretende denunciar as empresas que estão envolvidas na construção do muro do apartheid. A israelense Elbit Systems, que atua na área de tecnologia militar e especialista em construção de veículos não tripulados, é uma dessas 12 companhias. A Elbit, inclusive, já assinou contratos no Brasil, conforme informa a Ciranda.

Para saber mais sobre a Elbit e conhecer quais são as outras empresas envolvidas na construção do muro acesse a informação na Ciranda.


Ver online : Caros Amigos