Página inicial > FSM > FSM 2018 será em Salvador, de 13 a 17 de março

FSM 2018 será em Salvador, de 13 a 17 de março

segunda-feira 29 de maio de 2017, por Rita Freire,

A notícia da confirmação do FSM em Salvador foi recebida com entusiasmo pela plenária final do encontro de comunicação que ocorria ao mesmo tempo em Brasília. O FNDC incluiu a construção do FSM 2018, com ênfase na comunicação, em suas prioridades

A decisão foi tomada no sábado (27), durante seminário nacional de organizações ligadas ao processo do Fórum Social Mundial. A próxima edição mundial será realizada na capital da Bahia, no período de 13 a 17 de março. O resultado de dois dias de discussões em Salvador está sendo comunicado ao Conselho Internacional do FSM, que aguardava a posição brasileira para fazer a convocatória internacional.

Começa, com isso, uma série de diálogos e articulações para viabilizar o FSM, material e politicamente.A Universidade Federal da Bahia (Ufba) já havia colocado instalações à disposição do evento. Representantes do governo estadual baiano participaram do seminário e se comprometeram a também apoiar o evento na cidade. As atividades do FSM, seguindo a tradição e princípios do processo, serão autogestionadas - viabilizadas e realizadas pelas próprias entidades proponentes. A organização do FSM trabalhará para preparar o território de acolhida e insfraestrutura básica, cuidar das inscrições, programação, divulgação e logística geral do evento.

FNDC prioriza a luta da comunicação no FSM

O seminário de Salvador foi simultâneo ao Econtro Nacional pela Democratização da Comunicação (ENDC), realizado pelo Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) entre 26 e 28 em Brasília. A notícia da confirmação do FSM em Salvador foi recebida com entusiasmo na plenária final do encontro, que aprovou a participação na construção do FSM em um dos seus eixos prioritários.

Em meio a uma crise política em que é visivel o envolvimento e parcialidade dos grandes meios de comunicação no Brasil e América Latina, e frente às ameaças aos direitos da internet em todo mundo, o FNDC buscará intensificar as estratégias de resistência conjunta com movimentos sociais e sindicais.

Participantes do processo internacional do FSM também têm discutido a necessidade de priorizar estratégias e debates das agendas políticas da comunicação, com apoio de integrantes do Fórum Mundial da Mídia Livre que participam de seu Conselho Internacional (CI). Uma decisão tomada em Porto Alegre é de que as ações do CI do FSM na área sejam orientadas pelas diretrizes dos movimentos sociais a partir de seminários temáticos.