Página inicial > FSM > Ciranda e IMEL participam de formação em Minas

Educomunicação e midialivrismo

Ciranda e IMEL participam de formação em Minas

terça-feira 23 de outubro de 2012, por Nelsinho Pombo,

A cidade de Contagem, é a primeira, de três cidades a participar de uma formação em audiovisual realizada pelo Instituto Imersão Latina - IMEL, chamada Imersão Digital - Audiovisual.

A cidade de Contagem, é a primeira, de três cidades a participar de uma formação em audiovisual, realizada pelo Instituto Imersão Latina - IMEL, chamada Imersão Digital - Audiovisual.

Fruto do edital da Funarte – Microprojetos Rio São Francisco com o Ministério da Cultura, o IMEL contou com diversas parcerias, como a Ciranda Internacional de Comunicação Compartilhada, a Associação de Idéias Ambientais e Ações Sócio-Culturais Art 22, de Santa Luzia, onde será realizada a oficina e a contribuição do Pontão de Cultura Kwai Tema e o Coletivo Soy Loco Por Ti. Uma próxima atividade acontecerá em Belo Horizonte.

O espaço escolhido foi a Casa do Movimento Popular, importante espaço de resistência, que já acomodou a Rádio Abóboras, Jornais que ajudaram na retomada da democracia, ações e formações da Ciranda.net na cidade de Contagem, e agora está com o inovador projeto Estação Contato de Metareciclagem. E pra fechar a parceria a Casa Fora do Eixo Minas está participando com oficinas de midialivrismo e vem contribuindo pra formação desta turma, que já conserta, recicla, e faz arte com resíduos eletrônicos, diminuindo o impacto desta “nova” poluição.

Durante a primeira semana fizemos uma formação voltada pra cobertura do Festival Recontagem e em breve, neste espaço, teremos a contribuição dos alunos deste curso, disponibilizando e compartilhando o conteúdo produzido nestes dias de Oficinas, no intuito de unir, através da internet, estes jovens que terão a possibilidade de mostrar a sua realidade, sem filtros.

A proposta de trabalhar nestes locais vem da necessidade de formação de jovens que estão no meio digital, utilizando espaços como telecentros, pontos de cultura ou quaisquer outros espaços coletivos de fruição de conhecimento e mostrar uma nova possibilidade de comunicação, que vai além das redes sociais e das grandes empresas, utilizando tecnologia livre, software livre, compartilhamento de conteúdo, na perspectiva de um outro mundo melhor e possível.


Ver online : Fotos da atividade